UTMB a rainha das ultras

A prova mais famosa e badalada das corridas de montanha rolou semana passada na Europa, a Ultra-Trail du Mont-Blanc (UTMB), são 4 ultra eventos diferentes que, para poder participar, exigem currículo prévio através de pontos conquistados em outras ultra provas.
A cereja do bolo é a corrida de 168km que dá a volta no maciço do Mont-Blanc, e para poder participar é preciso acumular 7 pontos em até 3 provas, no período de 2 anos, o que fatalmente te colocará em ao menos 2 provas de 100km com muito desnível acumulado.
Algumas provas no Brasil somam pontos para a UTMB, para isso elas precisam ter mais de 65km e muito sobe e desce. Nenhum triathlon ou corrida plana é válida na contagem de pontos que são somados da seguinte forma:
Distância da corrida em km + desnível acumulado / por 100. O resultado da divisão se soma com o total de kms.
  • 1 ponto para um esforço considerado entre 65 y 89,
  • 2 pontos para um esforço entre 90 y 129,
  • 3 pontos para um esforço entre 130 y 179,
  • 4 pontos mais além.

Veja o exemplo de algumas corridas na América do Sul:

Endurance Challenge Argentina: 80km c/ D+4209m. (122 = 2 pontos)

Patagonia Run: 100km c/ D+ 4443m. (144 = 3 pontos)

Na semana da UTMB também acontece a CCC, prova de 101km que sai de Courmayeur, na Itália passa por Champex na Suiça e chega em Chamonix na França, sede do evento. Para participar dessa é preciso “apenas” de 2 pontos conquistados em provas anteriores.

Os primeiros colocados completam a CCC em aproximadamente 11h30 tendo até 26h para fazê-lo, e a UTMB em 20h30 tendo até 46h de limite. São provas muito longas e exigentes que não admitem iniciantes.

Dos 1900 que largaram para os 101km da CCC, 1158 homens e 162 mulheres terminaram, e dos 2500 que encararam a linha de largada da UTMB, 1545 homens e 140 mulheres concluíram. Esses são os limites de inscrições em cada prova, que normalmente faz sorteio para as vagas.

Tenho planos de um dia encarar os 101km da CCC, mas nem me passa pela cabeça os 168km da UTMB. Terei que esperar alguns anos para ver se a vontade aparece.

Enzo Amato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>