Tênis The North Face Ultra Trail, novo, mas fora de combate.

E se?

Nunca me passou pela cabeça que numa corrida eu poderia ser forçado a desistir por causa de equipamento.

Já havia pensado nisso em várias provas de Ironman que fiz, e se a bike quebrar? Nas mesmas provas bastava eu calçar os tênis e logo pensava pronto, agora só depende de mim!

Sim, você consegue ver o outro lado!

Aconteceu na Ultra Fiord, minha primeira corrida de três dígitos, o percurso foi extremamente difícil, com muita lama e pedras. Quando ainda faltavam longos 60km percebi que meu tênis estava rasgado, e além do desgaste físico isso aumentou meu desgaste mental. Me perguntava, e se o tênis me deixar descalço e sem possibilidade de usá-lo?

E se eu tivesse que abandonar por causa do tênis?

Os pontos de abastecimento ficavam longe uns dos outros e seria um tremendo mal bocado acontecer isso. Fiquei p…, com esse pensamento por horas, mas continuei, finalmente o percurso aliviou quando faltavam 44km, o rasgo parou de aumentar e pude chegar.

Antes da largada estava muito confiante com o calçado pelo conforto que ele me daria na prova mais longa que fiz até hoje. Clique e leia o que achei dele assim que usei a primeira vez.

Seja de R$100, ou mil reais, nenhum tênis é feito para rasgar. Essa foi a 3ª prova dele, uma de 7 horas na primeira, outra de 5 horas e agora, depois de umas 14 horas percebi o rasgo, me faltavam 14 para terminar a prova, ou seja 26 horas de uso em provas de trilha, solado ainda novo e tênis no lixo. Pensamentos ruins por horas num local inóspito e socorro longe. Justo com um modelo batizado de Ultra Trail?!?!?!?

O cabedal precisa urgentemente de novos ajustes para que isso não ocorra mais. Pode influenciar um pouco no peso, mas vale a pena, o modelo é muito bom para que uma falha no cabedal o deixe com a imagem na lama, ou me desclassifique de uma prova importante.

Enzo Amato.

Comparativo tênis de trilha

Já fiz treinos e provas de mais de 3hs com todos eles! Não desmereço nenhum, só faço uma comparação de acordo com percepções pessoais e tentando ser imparcial porque não tenho vínculo com nenhuma marca e afinal de contas, todos servem para correr e gosto não se discute.

De cima, Mizuno, Salomon, Skechers, Asics e The North Face

  • Mizuno Wave Hayate

Peso: 250gr.*

Tem os cravos do solado bem altos e espaçados o que gera um bom agarre em subidas e descidas lamacentas, muito leve, mas em trechos pedregosos sinto incômodo nos pés por ser baixo demais para meu gosto. Também não dá pra ser muito leve e ter muita sola. Preço sugerido R$399 (Clique e leia a avaliação completa de 02/2015). Ainda não usei em provas, mas já fiz um longão de 36km.

  • Salomon XA PRO 3D Ultra 2

Peso: 410gr.*

É o mais “tratorzão” da turma, se fosse pra tropeçar numa pedra gostaria de estar com ele e não com os outros, pois é muito reforçado na biqueira e no calcanhar, amarração rápida patenteada pela marca. Aqui no Brasil divulgam como de corrida, mas no exterior é recomendado para trekking ou hiking, o que acho mais adequado, já que a marca tem outros modelos mais leves. Preço sugerido R$499Usei na K42 Bombinhas em 2013.

  • Skechers GoBionic Trail

Peso: 250gr.*

É o mais confortável (para meus pés), bem largo e leve. Nunca mais compraria outro tênis se a sola não desgastasse tão rápido, esse foi o único ponto negativo deste modelo. Tem drop de 4mm com a palmilha ou zero sem ela. É muito bem desenvolvido e o mais barato entre todos, mas também o solado vai durar menos que os outros. Preço atual R$149 (clique e leia a avaliação completa de 03/2014). Usei na Volta dos Romeiros 21km, KTR 30km e Fiambala Desert Trail 80km.

  • Asics Gel – Fuji Racer 3

Peso: 260gr.*

Parece que está no meio termo entre todos e reúne as características que mais me interessam num tênis de trilha, não é tão duro ao pisar, é leve, tem bons cravos na sola que é bem duradoura, certa proteção na frente e materiais resistentes. Entre os 5, esse seria o mais escolhido nas diversas situações de treinos e provas. Preço sugerido R$399 (clique e leia a avaliação completa de 07/2014). Usei na Ultra Trail Torres del Paine 67km.

  • The North Face Ultra Trail

Peso: 275gr.*

Mistura leveza com maciez, é o modelo mais próximo dos tênis de asfalto, o solado Vibram vai bem na trilha, é durável e até se vira no asfalto, sendo o mais versátil entre todos. Preço sugerido R$449 (clique e leia a avaliação completa de 12/2014). Usei na Vulcano Ultra Trail 35km, Ultra Maratón Aconcágua 50km e provavelmente use nos 100km da Ultra Fiord mês que vem por ter a sola mais macia.

Se nota que não sou fotógrafo, mas dá pra ter uma ideia das solas.

No fim das contas, cada um deles seria ótimo para um tipo de terreno ou prova, seja pelo peso, sola, preço, pela rigidez e resposta enfim, escolha o que mais se adéqua às características que você valoriza e necessita num tênis, pois todos cumprem seu papel.

*Pesos aproximados medidos por mim em balança própria, serve apenas como comparativo para este texto.

Enzo Amato

Tênis The North Face Ultra Trail

O que achei do recém lançado modelo Ultra Trail da marca The North Face.

Fiz um único treino de 5km com ele, e sem pestanejar decidi levá-lo para uma prova de 50km que faria 10 dias depois, (leia com foi) sabia que não iria incomodar e não precisava ser “amaciado”. Essa prova resultou não sendo muito técnica, mas 50km são 50km e passei por alguns desafios que me ajudaram a avaliá-lo, por exemplo ao cruzar um rio a drenagem foi rápida e o tênis voltou a ficar leve rapidamente, as meias também são importantes nessa hora, outra boa impressão foi a de ter corrido por quase 7hs sem que ele me incomodasse. 

The North Face Ultra Trail

Como o tênis não foi muito exigido não tenho mais a dizer quanto a essa prova, já a corrida seguinte, durou pouco mais de 5hs com todo tipo de terreno, uma das corridas mais alucinantes que já fiz, (leia como foi a VUT) e dessa vez sim, ele foi muito exigido, só não achei lama no caminho. Quando o pé era jogado pros lados eu não sentia as costuras ou qualquer material rígido, já com modelos mais duros preciso proteger os dedinhos com esparadrapo, mas com esse modelo foram irrelevantes. Os cravos não são tão espaçados quanto um modelo famoso de outra marca, mas isso deixou o pé um pouco mais protegido de pedras pontudas, mesmo sendo um calçado bem leve, 275gr e até que baixo.

Tracionou muito bem, mas como disse não peguei lama, só me falta esse teste. Talvez ele tenha uma pontuação mais baixa se levarmos em conta só lama, mas ao somar todas as situações de prova a média geral sobe muito por ser muito versátil e bom para terrenos mistos, como pedras, estrada de terra batida, areia e asfalto, que normalmente é o que encontramos nas provas.

Gostei muito do desempenho, vale o preço e desbanca modelos mais caros, pedrinhas pequenas se acomodaram na palmilha, mas nessa prova o terreno era tão agressivo que em algum momento acabei esgarçando a trama lateral de um ante pé, provavelmente numa pedra, coisas da trilha, mas ele ainda aguenta muitas provas parecidas. O solado por ter muitos cravos vai desgastar mais devagar. Somadas, as duas corridas acumularam 12hs de uso e a sola parece nova.

Preço sugerido: R$ 449

Depois de 100km: A terceira prova que fiz foi a Ultra Fiord 114km com muita lama e montanha, que me custou 28 horas, mas quando ainda me faltavam 70km ele rasgou na lateral, o que me deixou muito preocupado. A prova foi duríssima, mas não esperava que acontecesse isso. É um modelo mais para estradas de terra do que para provas muito técnicas pois o cabedal é frágil.

Depois de 300km: Não chegará!

Usei na Ultra Maratón Aconcágua 50km, Vulcano Ultra Trail 35km e Ultra Fiord 114km.