Treino regenerativo, ele existe, o que é, quem precisa?

O primeiro é saber que o assunto é bem controverso, já que alguns bons fisiologistas dizem que treino regenerativo é ficar deitado no sofá, ou seja, descanso completo.

Eu, como treinador/atleta amador, baseado nas próprias percepções e nas dos meus clientes, percebo que vários se sentem bem com um treino bem leve, mas que deve ser realizado no momento certo. Tenho certeza que a maioria das pessoas não precisa dele ou se precisa, o faz de maneira errada. Precisamos entender o que é esse treino regenerativo e qual sua finalidade.

Quando treinamos nosso corpo se debilita, e a partir do final do treino ele inicia o processo de reparação, para ficar melhor condicionado do que antes, e apto para o próximo treino. Esse processo de recuperação pode levar horas e até semanas, dependendo da intensidade e/ou duração do esforço. Já que o objetivo é ficar apto a executar outro treino exigente, uma linha tênue separa o que pode ser chamado de regenerativo de degenerativo, que acaba atrasando a total recuperação, por exemplo, pessoas que correm 10km abaixo de 50 minutos podem considerar um treino regenerativo uma corrida leve de até 20 minutos a 8km/h. Quem corre os mesmos 10km acima de 50 minutos, o treino regenerativo é uma caminhada confortável também de 20 minutos. Lógico que coloquei números aproximados para termos uma ideia de proporção, já que o que tenho visto são coisas do tipo, 40 minutos a 12km/h. Isso pode ser regenerativo para alguns poucos atletas de elite e não para nós mortais. Pessoas que treinam 3 vezes por semana não precisam de treino regenerativo. Nesse caso indicaria a variação de treinamento entre os 3 dias, proporcionando estímulos diferentes. Fazer sempre a mesma coisa, mesmo que confortavelmente, estressa o corpo, além de deixar o corredor limitado àquelas condições. Após uma prova ou treino muito exigente recomendo simplesmente substituir um ou dois treinos por descanso, para que o corpo se recupere totalmente e seja capaz de suportar outra sessão boa de treino.

Outra opção de treino regenerativo é praticar outra modalidade, como ciclismo ou natação, também de forma confortável.

Tenha em mente que, se o “estrago” foi grande o regenerativo é proporcionalmente o inverso. Como disse, é um assunto controverso, as vezes fico em casa, as vezes saio com o cachorro para caminhar e as vezes a troca de modalidade me faz sentir melhor. Minha última opção é a própria modalidade que causou o “estrago”.

Se você faz, se gosta, se não gosta, se resolve ou não, certamente seu treinador é a pessoa mais indicada para dizer o que fazer, baseado no conhecimento geral e dentro dos seus objetivos e rumos dentro da atividade.

Se tiver alguma dúvida ou curiosidade sobre o assunto me escreva.

Enzo Amato.

Treino Regenerativo, quem precisa?

Antes de mais nada temos que entender o que é um treino regenerativo e qual sua finalidade. Tenho certeza que a maioria das pessoas não precisa dele ou se precisa, o faz de maneira errada.

Quando treinamos nosso corpo se debilita, e a partir do final do treino ele inicia o processo de reparação, para recuperar o condicionamento e ficar melhor do que quando iniciou aquela sessão. Esse processo de recuperação pode levar horas e até semanas, dependendo da intensidade e/ou duração do esforço. O treino regenerativo é uma forma de fazer seu corpo se recuperar mais rápido do que se ficasse em casa  deitado no sofá.

Pessoas que treinam 3 vezes por semana não precisam de treino regenerativo. Nesse caso indicaria a variação de treinamento entre os 3 dias, proporcionando estímulos diferentes. Fazer sempre a mesma coisa, mesmo que confortavelmente, estressa o corpo, além de te deixar limitado àquelas condições. Após uma prova ou treino muito exigente recomendo o regenerativo que coloco abaixo, ou simplesmente eliminar um ou dois treinos, para que o corpo se recupere totalmente.

Pessoas que correm 10km abaixo de 50 minutos podem considerar um treino regenerativo uma corrida leve de 20 minutos a 8km/h. Se você corre os mesmos 10km acima de 50 minutos, seu treino regenerativo é uma caminhada confortável também de 20 minutos. Lógico que coloquei números aproximados, mas se comparado ao que já ouvi, coisas do tipo 40 minutos a 12km/h, parece até brincadeira. Isso é regenerativo para alguns poucos atletas de elite e não para nós mortais.

Outra opção de treino regenerativo é praticar outra modalidade, como ciclismo ou natação, também de forma confortável.

Tenha em mente que, se o “estrago” foi grande o regenerativo é proporcionalmente o oposto.

Se tiver alguma dúvida sobre esse assunto me escreva, existem várias outras maneiras de recuperação.