Suplementos, você precisa mesmo?

A ANVISA proibiu alguns lotes de várias marcas de suplemento, mas será que você realmente precisa deles?

Só de olhar os potes e rótulos na loja você já sente que ficou mais forte, são bonitos, grandes, pesados…

Eu tenho minha opinião sobre os suplementos e talvez consiga, com esse embasamento, convencer mais alguém ao menos a se preguntar, se isso realmente é necessário ou não para sua rotina atual.

Primeiro veja os números abaixo e faça suas contas.

Absorção de proteína pelo corpo

  • Um sedentário precisa de 0,8g de proteína por kg de peso corporal, por dia.
  • Atletas de endurance que treinam acima de 70% do VO2 max. entre 1,1 e 1,4g /kg /dia, aos que treinam abaixo disso a recomendação continua 0,8g.
  • Aos que fazem exercícios de resistência, musculação, é em torno de 1,5 a 1,8g /kg /dia. (Bassit R.)

Foto: Shutterstock

Com base nesses números é fácil perceber que uma dieta balanceada durante o dia já é capaz de suprir as necessidades de qualquer praticante que você vê na sua academia, mas já conheço as desculpas, dizer que não come direito, trabalha na rua, é trabalhoso fazer os lanches da tarde, esquece…os 3 pilares do treinamento são, treino físico, alimentação e sono, mas muitos só se preocupam com o primeiro. É como andar de bicicleta com os pneus furados, até vai, mas não como poderia.

Mesmo com dados científicos você não se convenceu de que não precisa dos suplementos, afinal o professor da academia disse que toma, e ele é forte, até recomendou qual você deveria tomar.

Tudo bem, gosto de fazer comparações também. Imagine a rotina de treinos de um atleta olímpico, por exemplo o maratonista Marilson, que pode chegar a correr 220km numa semana, gastando algo em torno de 11mil calorias, pense nos ciclistas no Tour de France que percorrem 3800km em 3 semanas. Consomem horas de esforço por dias consecutivos, imagine quanto arroz e feijão eles teriam que comer para repor a quantidade de calorias gastas nessas rotinas? Suplemento para esses atletas faz sentido, servem para completar a alimentação, que só o alimento não seria capaz de suprir. Será que para alguém que faz sua série de musculação na academia, como muito 1h por dia, precisa tomar algo? Uma boa dieta balanceada durante o dia não seria mais barato e saudável, já que os suplementos proibidos vendiam gato por lebre? Não pense que o importado é diferente, por lei eles também podem variar a quantidade mostrada no rótulo. Certo, você percebeu que eu citei caras de esportes de endurance e seu negócio é musculação. Quem faz musculação séria (atleta) sabe que precisa se alimentar direito, pois toda refeição faz parte do treino e interfere negativamente se for deixada de lado. Se você é amador, tem sua vida normal, com happy hours, churrascos e gosta de fazer musculação sugiro o seguinte.

O ideal:

Um nutricionista verá quanto de energia seu corpo precisa para ficar vivo (metabolismo basal) quanto mais para executar sua rotina diária de trabalho, quanto ela aumenta em dias de treino, que tipos de alimento você mais gosta e como conduz a alimentação no seu dia a dia. Com base nisso vai direcionar sua dieta para seu objetivo e rotina. O investimento mensal é bem menor e certeiro do que comprar os suplementos que o cara da loja ou o professor indicou. Se o próprio nutricionista recomendar, é outra história, o que não é certo é pular essa etapa.

Preocupe-se em comer corretamente isso está diretamente ligado ao treino.

Enzo Amato

GANHO DE MASSA MUSCULAR

Por Vanessa Pimentel

Apenas aumentar o consumo de proteína é o suficiente?

Grande parte dos atletas pensam que o carboidrato só é importante para os que correm ou fazem outros tipos de atividade aeróbica, e que para aqueles que almejam hipertrofia muscular, o ideal é aumentar o consumo de proteínas.

No entanto, a proteína extra não é a única responsável pelo aumento do tamanho do músculo, são importantes e fundamentais, também, os exercícios rotineiros de fortalecimento com pesos, musculação e outras formas de exercícios de resistência. Qualquer proteína em excesso é queimada como fonte de energia, o que não é sua função primordial, ou armazenada na forma de glicogênio ou gordura.

Os carboidratos são fundamentais tanto para corredores quanto para aqueles que desejam hipertrofia muscular porque, diferentemente da gordura e proteína, são eles a forma de armazenamento de energia nos músculos e, portanto, o combustível primário durante ambos os exercícios.

As proteínas também são fundamentais para ambos os casos, pois além de fornecerem os aminoácidos essenciais, também fornecem micronutrientes  muito importantes para os dois grupos (ferro, cálcio, zinco, …), prevenindo quadros indesejáveis como anemia, problemas ósseos, dificuldades de cicatrização, …

Portanto os carboidratos são importantes para fornecer energia durante qualquer exercício já as proteínas, o qual o consumo deve ser bem inferior ao de carboidrato, são importantes para a construção e proteção dos músculos e demais tecidos corpóreos.

 

LEMBRE-SE: O controle do peso, uma massa muscular aumentada, bem como a melhora da performance podem ser atingidos com exercícios padrão e com uma dieta cuidadosamente ajustada.