Mountain Do Fim do mundo – Ushuaia ARG.

Mountain do Fin Del Mundo – A corrida mais austral do mundo.

Por Priscila Schu

Tudo preparado, pacote de viagem, roteiro, malas, tênis, roupa para correr e o coração para suportar tanta ansiedade. Desejo de chegar logo 06 de abril de 2014. Foram 3 meses de treinamento para a prova, esses de muito calor, sol escaldante e muito suor. Chuva ou sol não falhei nos treinos, fielmente segui a planilha proposta pelo Enzo, mesmo sozinha quando Juliano teve que se recuperar de uma lesão no pé. Finalmente embarcamos. Tour em El Calafate em 3 dias. Tudo maravilhoso, aproveitamos muito. Já nos ambientando com o clima pensávamos como seria a corrida. Muito frio? Seria uma prova difícil? Teria muito vento? Enfim, inúmeras dúvidas.

Destino do vôo: Ushuaia. Chegamos no Fin Del Mundo, Patagônia Argentina. Montanhas, neve, frio, vento, paisagens de tirar o fôlego. Árvores avermelhadas dando um efeito incrível no branco da neve no topo das montanhas.

Terra firme, primeira sensação: vou congelar na corrida hahaha. Tinha um vento muito frio, como era de se esperar, pois venta muito em Ushuaia. Conhecemos vários atletas, corredores de 10, 21 e 42 k… Novas amizades, pessoas muito queridas! Fazer novos amigos não tem preço! A emoção só aumenta, retirada do kit da prova, calorosa recepção de toda a equipe Mountain Do.

Juliano e eu, momentos antes da largada.

E vamos nos aquecer porque está chegando a hora! Estação Tren Del Fin Del Mundo, Parque Nacional Tierra Del Fuego. Foi dada a largada, atletas de 10km largaram primeiro. 09h45 foi nossa vez, atletas de 21 e 42km. Ao total mais de 650 atletas brasileiros. Extremidades protegidas, vamos lá. Saímos pela entrada de acesso ao Parque, prova realizada 80% dentro do Parque, e logo entramos numa estrada secundária, subimos, descemos e voltamos à estrada. Estávamos leves, maravilhados com a exuberante paisagem. Caminho com as belíssimas árvores nativas, Las Lengas. No km 7, os maratonistas seguiam e os atletas da meia maratona entravam numa trilha de 8 k. Trecho mais lindo, passando pela mata nativa com folhas ao chão, troncos velhos caídos, recanto dos castores… No final da tilha chegamos ao Pampa Alto, lugar mais alto da prova, simplesmente encantador, a vontade era de ficar apreciando a paisagem. Visual que nunca sairá de minha lembrança. Voltamos a estrada principal, mas já estava chegando ao fim. Já se ouvia o Maquininha anunciando a chegada dos atletas. Que pena!!! Ficamos querendo mais!!! A prova foi incrível :D

O Fim do Mundo não é o fim, é o início de novas conquistas, metas e sonhos. Tudo é lindo, charmoso e aconchegante. Tudo é possível quando se quer e nós lutamos e conseguimos. Eu não corria 100m, achava que nunca iria conseguir correr 5km. O Juliano já corria, foi devido a ele que comecei, me incentivou desde o início. Obrigada por não desistir de mim meu amor.

Priscila Schu

Mountain Do Fim do Mundo, inscrições dia 30/09

As inscrições para o Mountain Do Fim do Mundo, em Ushuaia, na Argentina, abrem dia 30 de setembro! A prova rola dia 6 de abril de 2014.

Certeza que vai ter lotar e um monte de gente vai ficar na lista de espera. Fiquem espertos!

Boa sorte a todos e bons treinos para enfrentar o diferente!

Enzo Amato

Mountain Do Fim do Mundo – Ushuaia – ARG

A próxima prova que misturará desafio físico com estímulos aos sentidos vai ser o Mountain Do Fim do Mundo, em Ushuaia (a pronúncia correta é ussuaia) 6 de Abril de 2014.

Minha primeira participação no circuito Mountain Do foi no deserto do Atacama em 2013, achei a organização fantástica e na medida certa para uma corrida com 700 pessoas encravada no deserto. Depois resolvi ir pra casa deles, Floripa, e participei da etapa do Costão do Santinho, eles sabiam onde e não desapontaram, nos jogaram num percurso mais difícil ainda. Agora virei fã e sei que os acertos não foram acaso. As inscrições para a etapa Fim do Mundo abrem dia 30 de setembro e prometem esgotar logo, como a do Atacama, que deixou 700 em lista de espera.

Assista ao vídeo!

Pelo que vi, a prova parece rápida com relação ao percurso, fria, porque o vento lá é constante e porque é o fim do mundo!

Vejo vocês lá!

Enzo Amato.