Artigos e notícias

Pilates aliado à corrida pode ajudar na melhora do desempenho e na prevenção de lesões – 06/03/2015

Artigos e notícias – Voltar para "Mulher"Voltar para artigos e notícias


O fato da corrida estar na moda já não é novidade: é considerada uma das atividades mais completas quando o assunto é perder peso e por isso, é uma aposta da mulherada para ficar em forma. A prática tonifica os músculos, fortalece o coração, melhora o sono e o humor. Mas, o que poucos sabem, é que a relação de benefícios tem potencial ainda maior quando a corrida é aliada a uma atividade complementar.

Excelente alternativa para quem procura fortalecimento muscular, o Pilates, quando aliado à corrida, pode ajudar na melhora do desempenho e na prevenção de lesões. Patrícia Cardoso, educadora da Physio Pilates e especialista em reabilitação e fisiologia do exercício, sente na pele, ou melhor no músculo, os benefícios. “Sempre gostei de correr, mas, antes do pilates, o desgaste era muito grande. Minha relação com o pilates foi um caso de amor e na corrida, o maior benefício é, sem dúvida, distribuição da força para não sobrecarregar determinados grupos musculares” – comenta a especialista. Orgulhosa por nunca ter sofrido lesões, Patrícia destaca que o pilates trabalha estabilização e mobilização do corpo.

Para Lucas Boechat, responsável pela Ortopedia Esportiva do Hospital das Clínicas e do Centro de Treinamento Esportivo da UFMFG, o pilates é ideal para atuar na prevenção de lesões, pois pode contrabalancear deficiências como fraquezas, lombalgia, bursites e outros traumas, causados por sobrecargas, ou seja, incrementos súbitos na intensidade dos treinos, tão naturais na vida moderna. “Corredores, amadores ou profissionais, costumam se submeter a cargas repetitivas tremendas e sessões de pilates, criadas especialmente para estes atletas, promovem fortalecimento e ativação do que está insuficiente de forma mais eficaz e completa do que outras modalidades”, comenta Boechat.

Corrida sem riscos

Segundo a fisioterapeuta Selma França, especialista em clínica de dor e educadora da Physio Pilates, a ideia do curso é conscientizar os atletas e reduzir o número de pessoas que procuram o pilates no momento em que o trauma já está instalado, ou seja, já sentindo dores: “Orientado por profissionais especializados, o método pilates cumpre a função de preencher as lacunas deixadas por alguns esportes. A partir de uma avaliação clínica criteriosa, é possível traçar um bom programa de treinamento, que previne e reabilita lesões que, muitas vezes, práticas de grande impacto como a corrida, provocam”.  – avalia Selma.

Fonte: Kauana Araújo / Redação MidiaSport

Ferramentas

2013 © Midia Sport - Todos os direitos reservados | Política de privacidade | Termos de uso