Novos desafios, rumo aos 100km.

San Pedro de Atacama – Chile

Depois de 7 Ironman, sendo 6 deles no mesmo local, chegou a hora de me motivar com novos horizontes, continuo achando o Ironman um grande desafio que proporciona crescimento pessoal, porém ainda tenho muitos desafios que gostaria de vivenciar e/ou conquistar. O atual não tem data definida, apesar de ter algumas preferências, vou esperar e construir os alicerces que me faltam para que faça bem feito. Esses alicerces serão ótimas metas motivacionais e igualmente desafiadoras.

Objetivo principal:

Uma corrida de montanha de 100km com bastante desnível (sobe e desce). Para conseguir pensar que 100km seja algo factível, preciso passar por outros desafios menores e suportar a carga de treinos que ficará cada vez maior até que eu sinta que os 100km, ou aproximadamente 18h de prova seja algo tangível para mim.

A prova de 100km mais famosa que conheço é a CCC que sai de Courmayeur na Itália, passa por Champex na Suíça e chega em Chamonix na França, porém outras corridas também me apetecem, tanto na Europa quanto na América do Sul, como a Patagônia Run, na Argentina. No final, o que conta é que eu possa correr num lugar que encha os olhos com paisagens bonitas e poder dividir essa alegria com as pessoas que gosto, provavelmente em 2015, caso as metas de 2014 sejam atingidas, que seria treinar e concluir bem 2 provas de 80km, já que em 2013 fizeram parte do calendário, que ainda não terminou, 3 de 42km, 2 de 50km e 1 de 63km, todas fora de estrada.

Espero poder dividir com você leitor os pontos relevantes dessa jornada, desde o ponto de partida.

Enzo Amato

Onde está seu Everest?

Foram meses de treino e dedicação, e faltando praticamente um mês para meu quinto Ironman, ainda não consigo responder à pergunta que já me fizeram algumas vezes.

Por que fazer um Ironman?

Depois da conquista do Pólo Norte em 1909 e do Pólo Sul em 1911, o Everest tornou-se o desafio mais cobiçado entre os exploradores terrestres. Chegar ao topo, declarou Gunther O. Dyrenfurth, um influente alpinista e cronista das primeiras expedições ao Himalaia, era “uma questão de empenho humano universal, uma causa da qual não há como fugir, sejam quais forem as perdas que exija”.

Os primeiros a tentar o Everest tinham que percorrer, a pé, árduos 640km do platô tibetano para alcançar apenas o sopé da montanha. Naquela época, 1924, apenas o governo tibetano abria suas fronteiras aos estrangeiros, ao contrário do Nepal. O conhecimento dos efeitos mortais de altitudes extremas era mínimo e os equipamentos patéticos para a realidade atual. 

Durante um ciclo de palestras nos Estados Unidos, George Mallory foi questionado por um jornalista, por que motivo queria escalar o Everest. A resposta ”porque está lá” é famosa até hoje.

Em junho de 1924 George Mallory e Andrew Irvine deixaram o acampamento base em direção ao topo, subiam com extrema dificuldade, a neblina encobriu a parte superior da pirâmide, impedindo que os companheiros de expedição, mais abaixo na montanha, acompanhassem o progresso dos dois alpinistas, eles não voltaram à barraca naquela noite e nunca mais foram vistos. Desde então a dúvida, se chegaram ao cume ou não, persiste até hoje.

Dia 29 de Maio de 1953, o neozelandês Edmund Hillary e o nepalês Tenzing Norgay conquistaram oficialmente o monte Everest (8848m).

Dia 29 de Maio de 2011, quase dois mil atletas se colocarão a prova num desafio extremo, mesmo para pessoas muito bem treinadas.

A resposta “porque está lá” já é motivo suficiente para os que gostam de se desafiar, mas que para isso também precisam de uma dose de ousadia, meses de comprometimento, dedicação, preparo e força de vontade. No vocabulário dessas pessoas, palavras como, desafio, absurdo, loucura, extremo, vontade, saúde, gratidão, conquista, vida, amor, vigor, disposição, esporte, família…são constantes, tendenciosas e até inspiradoras. Talvez todas elas não consigam responder à pergunta, porque fazer um Ironman, mas mesmo que a resposta não convença, certamente ela faz parte da jornada.

Se o seu Everest é um Ironman ou uma prova de 5km prepare-se com dedicação e prazer e aproveite a jornada, não só a conquista, pois todo o processo faz parte dela.

Parte do texto foi extraída do livro “No ar rarefeito” de Jon Krakauer.

Eu vou!!!!!!

Maratona de Foz do Iguaçú

Maratona de Foz do Iguaçu

(26 de Setembro de 2010)
Considerada a maratona mais difícil do Brasil, a prova termina num dos lugares mais bonitos do planeta, dentro do parque e próximo às cataratas.

Ultra Maratón de los Andes 80 km (16 de Outubro de 2010)
Ultra maratona de montanha com a Cordilheira dos Andes como cenário, perto de Santiago – Chile, partindo de 700 metros do nível do mar e chegando a incríveis 2200 metros. A prova tem diversas distâncias para todo tipo de corredor, 5, 10, 21, 50 e 80km.

Ironman Brasil

Ironman Brasil

(29 de Maio de 2011)
3,8 km natação, 180 km ciclismo e 42 km corrida.
Triathlon individual onde o atleta percorre 3,8Km de natação, 180Km de ciclismo e 42Km de corrida num único dia. Disputada em Florianópolis, é a única etapa na América Latina classificatória para o mundial no Hawaii. Será a quinta vez que vou participar da prova e até então venho melhorando meus tempos a cada ano. Em 2011 pretendo completar em torno de 10h30min e fazer com que meus atletas/amigos alcancem seus objetivos.

Ironman Flórida (05 de Novembro de 2011) Panama City Beach
As inscrições são abertas após o término da prova de 2010 e se esgotam em poucas horas, fique esperto!

Que prova você indicaria para um amigo, ou inimigo? Não esqueça de especificar se é para amigo ou inimigo.