Ultra Trail Torres del Paine, inscrições abertas.

2015 vem com novidades, novas distâncias, 100, 50, 25 e 10km além de uma prova de km vertical.

Esta 2ª edição da Ultra Trail Torres del Paine acontece dias 2 e 3 de outubro, são poucas vagas e já tem inscrições abertas para correr por um dos trekkings mais lindos e selvagens do mundo. O circuito W do Parque Nacional Torres del Paine.

Eu na UTTP 2014.
Foto: Leandro Chavarria

No percurso os corredores só se encontram com mochileiros fazendo a trilha, é um evento único de visual inesquecível.

A natureza mostra toda sua força com ventos fortes e montanhas com mais de 2500m de altura. Assista ao vídeo de 2014, encante-se e viva essa experiência você mesmo.

Mais informações em breve aqui no Blog.

Enzo Amato

Ultra Fiord

Percurso da Ultra Fiord 2015

Um Fiorde é uma espécie de lago profundo em forma de U entre montanhas rochosas e acantilados. Se formaram com o movimento dos glaciares rumo ao mar, é por isso que só se encontram em regiões muito frias. O sul da Patagônia chilena esta repleta de milhares de quilômetros de fiordes, até alguns que não foram descobertos ainda. Tudo isso faz com que a Ultra Fiord tenha um ambiente místico de descobrimento do espetacular mundos dos fiordes.

Faltando menos de um mês para o encerramento das inscrições (até 7/3/2015) grandes nomes do trail running mundial serão os embaixadores do evento, como os brasileiros Manu Vilaseca nos 70km e Fernando Nazário nos 100km, também argentinos, chilenos europeus e estadunidenses, mas além das estrelas, o evento já se consagra internacional na sua primeira edição, 70% dos inscritos são estrangeiros e 17 países estarão representados.

Através do evento seus organizadores buscam promover o turismo na região, contribuindo na valorização do patrimônio e fomentando o desenvolvimento sustentável das comunidades locais. “Queríamos desenvolver uma prova que não só permitisse descobrir esses misteriosos caminhos de água”, conta o diretor da prova, Stjepan Pavicic, “se não ir além disso no desenvolvimento sustentável e na conservação da região para assim proteger os fiordes chilenos e seus moradores, preservando beleza e inocência”

Viverei essa experiência ao lado de grandes estrelas e muitos corajosos desconhecidos que terão suas histórias particulares na Ultra Fiord.

Clique e acompanhe minha preparação completa como montagem de planilha, alimentação, treinos longos etc…

Enzo Amato

Brasileiros correm em Torres del Paine – CHI

Acabei de receber uma notícia muito legal.

Em 2013 só haviam 2 veículos de comunicação do Brasil para cobrir a PIM que rolou dentro do Parque Nacional Torres del Paine, na patagônia chilena, Sacha e eu, representando o MidiaSport e a Andrea Estevam da revista Go Outside.

Éramos 42 brasileiros correndo em 2013 (16 mulheres e 26 homens), e em 2014 seremos 173, nada menos que 16% dos 1120 corredores!!!! (78 mulheres e 95 homens).

Parece que divulgamos bem com os vídeos e textos. O parque ser a 8ª maravilha do mundo também ajudou. rsrs.

Reveja os vídeos de 2013, e aguarde as novidades de 2014, já que filmarei a 1ª edição da UTTP que acontece toda por trilhas e terá apenas 100 atletas de 14 países nessa edição inaugural, será um dia antes da PIM, que está na sua 3ª edição, toda por estrada de cascalho. E não perca a oportunidade de agendar uma viagem/corrida dessa para 2015, as imagens falam por si.

1º vídeo

2º vídeo

Enzo Amato

Patagonian International Marathon e Ultra Trail Torres del Paine 2014

Além da 3ª edição da Patagonian International Marathon (PIM), em 2014 teremos o lançamento da Ultra Trail Torres del Paine (UTTP)

As duas provas acontecem no mesmo fim de semana, 26 e 27 de setembro, e quem fez inscrição para uma ainda pode mudar para outra. Deixo uma breve explicação sobre as principais diferenças entre as duas.

  • UTTP com 2 distâncias 67 e 42km por trilhas, clique aqui.
  • PIM com suas 4 distâncias 63, 42, 21 ou 10km por estrada de cascalho, clique aqui.

A principal diferença entre as duas é justamente o terreno, a PIM é ao mesmo tempo selvagem e fácil, pois é inteira por estrada de cascalho, sem obstáculos naturais ou partes técnicas, é possível correr com qualquer tênis de corrida e ficar o tempo todo apreciando a paisagem sem precisar olhar por onde pisa, é exigente só pela distância que você escolher. Já a UTTP é novidade pra mim, não conheço o percurso, mas sei que passará 85% por trilhas, certeza que isso fará a prova ser mais difícil e mais lenta, porém com a diversidade das trilhas.

Patagonian International Marathon, PIM 2013

Ter feito a PIM ano passado não significa que é só fazer as mesmas coisas ou vestir a mesma roupa. Em lugares como esse o clima pode mudar em pouco tempo e para garantir uma corrida desafiadora e prazerosa e não uma tortura ou risco de vida, é preciso ter os equipamentos adequados e certa prática que só os treinos longos em trilha conseguem te dar, como saber o que e quanto comer, onde o tênis incomoda, o que colocar em cada bolso da mochila, a combinação de roupas para frio, calor ou chuva… pequenos detalhes valem ouro em ambientes inóspitos e selvagens como esse, é tudo parte da experiência.

Inscrições limitadíssimas para a 1ª edição da UTTP (clique aqui e visite o site do evento)

Em qualquer uma delas você vai ver que o Parque Nacional Torres Del Paine, no sul do Chile, é um dos lugares desse mundão que a mãe natureza resolveu caprichar.

Assista ao vídeo da edição do ano passado. Clique aqui.

Enzo Amato

Patagonian International Marathon 63km

Falta pouco tempo para a Patagonian International Marathon no Parque Nacional Torres del Paine, no Chile. 2013 será a 2ª edição da prova e dentre as várias distâncias, desde 10km, vou fazer a de 63km, o terreno não tem grandes desníveis e passa sempre por estrada de terra ou pedras, com muito vento frio e paisagens lindas, ou seja a grande dificuldade, no meu caso é a distância.

Gosto de deixar o último treino longo para fazer 3 semanas antes da prova, mas nesse caso não me senti tão confiante e resolvi fazer mais um faltando duas semanas porque a bagagem permite. No fim das contas meus últimos finais de semana foram da seguinte forma:

Treino de 4h. Há 15 dias de encarar os 63km.

Há 6 semanas da prova: K42 em 5h13

Há 5 semanas: Descanso

Há 4 semanas: 2h30 em trilha, ritmo L1 (ritmo de prova longa)

Há 3 semanas: 4h em trilha ritmo lento e batimentos baixos

Há 2 semanas: 4h idem ao anterior + 1h30 no dia seguinte, percepção de esforço igual, porém ritmo mais lento.

Há 1 semana: 1h ritmo um pouco mais forte.

28/09, dia da corrida

É bem provável que eu precise caminhar, já que minha previsão é de mais de 6h e nos 2 treinos de 4h estava bem cansado no final, porém a partir de agora alguns fatores influenciarão para melhor minha corrida, os treinos ficam mais reduzidos para que eu chegue no dia bem descansado e com vontade de correr, a temperatura mais fria, a alimentação com pouca gordura, o ambiente de estar numa corrida… estou confiante e mesmo que tudo dê certo a prova será difícil e a mente deve estar preparada. Treinar para uma ultra maratona não é fácil pela carga de treinos, saber a hora certa de descansar e encaixar outro treino longo dentro de um período razoável entre eles para que não perca condicionamento, mas também para que eles não fiquem muito próximos um do outro como tive que fazer, correndo o risco de me lesionar pelo excesso. Enfim, a jornada é longa e cheia de obstáculos, mas só vou se for assim.

Embarco dia 26 muito contente por poder conhecer outro lugar que a mãe natureza fez com carinho.

Leia como foi. Assista ao vídeo.

Enzo Amato