Corrida em etapas X Corrida de um dia

As corridas em etapas estão cada vez mais na mira dos corredores, talvez pelo desafio, ou simplesmente por ser diferente, sendo assim existem algumas características importantes a serem consideradas se compararmos as corridas convencionais de um dia, com as corridas realizadas em dias consecutivos. Não me refiro a provas extremas como a Jungle Marathon ou a Des Sables, escrevo para atletas amadores que querem experimentar algo diferente, treinando aproximadamente o mesmo volume que treinariam para uma maratona, com suas devidas particularidades, como é o caso do El Cruce, desafio do pateta, a 4 refúgios entre outras. Esse tipo de prova requer um corredor resistente e com boa bagagem anterior para saber lidar com as dificuldades e saber até que ponto elas são toleráveis ou não.

  1. A primeira diferença obviamente é não terminar uma etapa perto do seu limite físico, isso pode fazer com que o dia seguinte seja uma tortura com muita dor muscular por todo o percurso,. É certo que mesmo dosando o ritmo a dor muscular vai aparecer no início do trajeto, mas com o aquecimento ela deve desaparecer.
  2. Ter cuidado com os pés usando tênis adequado às condições que vai encontrar, em trilhas com pedras o solado tem que ser mais firme para não acordar no dia seguinte com dor na sola do pé, cuidar dos pontos sensíveis do pé com vaselina ou esparadrapo e usar meias de poliamida (no meu caso uso as de poliamida com outra mais grossa por cima). Nas de trilha dá pra encarar tudo com o mesmo par de tênis, mesmo molhado, numa de asfalto dá pra se dar ao luxo de trocar entre as etapas, pois não existe tanto o problema de logística em carregar a bagagem.
  3. Usar bastões de trekking, no caso das provas trilheiras, para aliviar o peso nas pernas e nas costas, no primeiro dia eles só vão atrapalhar, mas a partir do 2º viram artigo de primeira necessidade. As corridas de asfalto não costumam permitir o uso dos bastões, mas essas são sempre mais planas e isso faz com que os bastões não sejam tão imprescindíveis como nas trilhas.
  4. É muito importante que ao terminar cada etapa o atleta cuide da hidratação e alimentação imediatamente, e monitore as quantidades necessárias até a próxima largada.

Acredito que os principais detalhes sejam esses, outros podem entrar na lista de acordo com o tipo de terreno, clima, local, logística etc… mas seguramente com o andamento dos treinos específicos você notará algo mais que é importante pra você.

Se lembrou de algo que eu tenha deixado passar, por favor compartilhe com outros corredores e deixe um comentário abaixo. Valeu e bons treinos!

Enzo Amato

2 ideias sobre “Corrida em etapas X Corrida de um dia

  1. Muito bom como sempre Enzo! esclarecedor seu ponto de vista…Bom, o que mais me aproxima das corridas em etapas é a estratégia necessária . Correr um dia após o outro, para mim é formidável. Talvez a idade, a condição física e a rotina que vivo tenha sido meus pontos de adaptação…não desisti mediante as dificuldades.Coloco-me no limite, sem estar preocupada com a velocidade, mas sim com a resistência que fui melhorando e adaptando a cada treino. Correr sozinha aumenta e muito minha concentração fui melhorando meu desconforto com o desnível a partir do momento que conhecia meu tempo. Nutrição é tudo neste momento! E tenho a minha nutri fiel rs. Preparo este ano para novo desafio em etapas em 2015.Espero contar com sua experiência tb! Abraços e muito obrigada!

    • Vívian, sempre tento escrever de forma que ajude o maior número de pessoas, por isso pode parecer muito superficial, mas a intenção é dar o ponto de partida, sabendo que depois outras perguntas vão aparecer e a partir daí ajudar cada um de forma mais específica.
      Fique a vontade para escrever sempre que quiser, e se sobrar ou gerar mais dúvidas, continue perguntando.
      Bons treinos, abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>