Circuito das estações, melhor tempo.

Para alcançar seu melhor tempo num determinado circuito ou distância é preciso ter em conta algumas variáveis.

Estratégia na prova:

Quando um circuito é totalmente plano, basta começar no ritmo certo e segurar até o fim, porém num percurso com constantes subidas e descidas, como o circuito das estações, pense em correr abaixo da média prevista nas descidas e acima dela nas subidas para no fim, concluir dentro do tempo médio por km que programou. Um aquecimento prévio correndo é importantíssimo, já que a largada tem logo 2km em descida e você já pode ganhar alguns segundos.

Monitore os batimentos:

Nosso corpo sempre busca um estado de equilíbrio, por isso os batimentos são importantes para todos os níveis de corredor. Para manter os batimentos estáveis será preciso acelerar nas descidas e reduzir nas subidas. Saiba qual a média de batimentos que você consegue manter numa prova forte. Nas subidas curtas, 1 quadra, não precisa se preocupar tanto, mas na subida longa, do 8º ao 10ºkm é importante manter os batimentos estáveis para não correr o risco de fazer 500m rápido e mais de 1,5km trotando até o fim.

Foto: Marcello Fim / MidiaSport

Foto: Marcello Fim / MidiaSport

Largar no pelotão com seu ritmo:

Se posicionar lá na frente para fazer mais de 40min nos 10km é quase um suicídio, o efeito manada na ponta é alucinante, você fará com que seus batimentos cheguem perto dos 100% logo de cara e não conseguirá suportar o ritmo até o fim só por causa desse abuso no início, por isso largue mais atrás conforme seu objetivo, tendo em conta que os da frente fazem abaixo de 40min e os do fundo acima de 1h. Ultrapassar os afobados ao longo da prova é mais motivador do que ser o afobado e ser ultrapassado a prova toda.

Tangenciar:

Parece óbvio, mas é enorme a quantidade de corredores que fazem as curvas “por fora” aumentando o percurso, a menor distância entre dois pontos é uma linha reta, e a distância da prova é medida por esse simples conceito, por isso não fique olhando para baixo, nem siga os outros, olhe para frente e mire seu traçado o mais reto possível, pela rua. Por exemplo, no elevado, na ida são várias curvas suaves a direita, mas vai ser fácil ver pessoas pela esquerda, claro no fim fazendo mais de 10km.

Clima:

A etapa de 16/3 inaugura o outono, mas ainda com clima de verão, por isso se o calor estiver forte no dia, é interessante ser mais conservador no seu objetivo. O clima é um dos fatores determinantes do desempenho e nem adianta lutar contra isso.

Estar disposto e com o combustível certo:

Numa prova que você vai para buscar sua melhor marca, é importante que tenha descansado ao menos 2 ou 3 dias e pelo menos no dia anterior não ter abusado de gorduras ou carnes nem tampouco pulado refeições.

Mente e corpo preparados:

Seu objetivo não pode ser um ritmo que você nunca tenha feito em treinos fracionados, por exemplo, sua meta é correr os 10km a 5’00” por km, mas desde que já tenha feito treinos de 4 ou 6km nesse ritmo, ou um treino com vários tiros de 1km mais rápido que isso. Caso contrário sua meta é muito audaciosa (ou você ainda é novato e consegue melhorar tempo em cada prova que vai).

Sua cabeça deve estar pronta para administrar o desconforto físico que uma meta audaciosa vai causar, você deve se motivar a todo instante, mesmo quando as adversidades aparecem, e elas aparecerão. Se ficar pensando que está difícil e que não vai dar, em algum momento vai acontecer.

Caso todos esses fatores combinem no mesmo dia, é provável que você alcance seu objetivo, mas o mais comum para os que já são bem treinados, é ser cada vez mais difícil baixar tempo, serão muitas tentativas até conseguir juntar tudo num dia. O importante é saber que dá, e que um dia vai acontecer.

Boa prova, nos vemos domingo!

Em breve o vídeo sobre o que acabei de escrever.

Enzo Amato

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>