Bastões de trekking na corrida

Ainda é uma incógnita para muita gente se os bastões de trekking ajudam ou atrapalham nas corridas de montanha. Na minha opinião, quanto mais longa a prova mais essenciais eles se tornam. Lembro bem das provas, trilhas, viagens e situações que os bastões me ajudaram muito, mas isso só é percebido depois que o cansaço já chegou faz tempo, antes disso você vai se perguntar, por quê trouxe isso comigo?

Deixo algumas orientações para os que estão na dúvida e para os que pretendem comprar.

Tamanho:

Devem ficar abaixo da linha do peitoral, aproximadamente braços a 90º, alguns preferem maior outros menor. Muitos deles tem 2 pontos de extensão e você deve regulá-los para que fiquem do mesmo tamanho.

Como usar:

O bastão da mão direita vai tocar no chão junto com o pé esquerdo. Se estiver com um bastão, lembre de trocá-lo de mão de tempos em tempos para não esgotar um lado do corpo, simetria é tudo. Com 10 minutos de prática você vai acertar a coordenação.

Eu só levaria dois bastões em corridas de montanha com mais de 80km ou provas de etapas muito longas. Provas a partir de 40km, na minha opinião, um bastão é suficiente. Provas com menos de 40km talvez não seja tão vantajoso, a não ser que você tenha joelhos que sofram muito nesse tipo de prova. Uma caminhada (trekking) de 20km pode levar um dia inteiro então nesse caso também seria interessante levar o bastão, que repito, em todas as situações citadas, só será percebido seu real valor depois que o cansaço bater.

Se houver um penhasco na sua direita o bastão deve ficar na mão esquerda, nesse caso ele se torna uma ferramenta de segurança.

Em provas realmente longas, ou nas de etapas de mais de um dia, as mãos também podem sofrer bastante, por isso repare se o manete é confortável e macio, uma opção é usar luvas, talvez vaselina. No meu caso já participei de provas de 3 dias, e ultra de 80km e não usei luvas, estava com um bastão e cuidava para sempre trocar de mãos. Se pudesse voltar atrás, na de 80km teria usado 2 bastões e provavelmente luvas.

Meu pai teve muitas bolhas durante o caminho de Santiago e os bastões ajudaram com que ele mancasse menos, além de aliviar bastante o peso das costas.

Como escolher:

A variação de preços é bem grande, é certo que quanto mais leve melhor, principalmente em provas muito longas, mas na maioria das situações os mais econômicos encontrados aqui no Brasil em lojas especializadas desempenham bem seu papel.

Os bastões que tem apenas um ponto de extensão podem ser mais leves que os de 2 pontos, mas talvez não caibam na sua mala de viagem, fique atento, também não podem ir como bagagem de mão, devem ser despachados, ou dentro da sua mala, ou fora como uma “2ª bagagem”.

Se tiver alguma dúvida ou quiser abordar um ponto que eu tenha esquecido seu comentário será muito bem vindo.

Enzo Amato

6 ideias sobre “Bastões de trekking na corrida

  1. Enzo, acha que vale apena levar para o caminho de santiago que vou fazer? A km por dia é grande terei períodos intercalados de corrida e trekking…realmente não pensei porque optei pelo caminho portuguẽs que não tem um desnível que justificasse, mas depois que vi seu post fiquei intrigada…o que acha?

    • Vívian, você poderia fazer um ou dois dias do seu trajeto, esse tempo é suficiente para seu corpo avisar se precisa deles, nesse caso você pode comprar por lá mesmo. No caminho francês era muito fácil encontrar, eram de boa qualidade e custavam cerca de 15 euros cada. Meu pai teve muitas bolhas e por isso nosso ritmo era bem tranquilo, por isso não usei muito os bastões, mas se você pretende ir mais acelerada, mesmo no plano eles ajudam a aliviar o peso da mochila e te deixam mais inteira. No caso das bolhas eles servem como um bom apoio também e fazem você mancar menos. Posso dizer que valeram muito mais do que o preço real deles.
      Lembre que você não pode levá-los como bagagem de mão, eles devem ser despachados, por isso proteja-os para não entortá-los e nem que furem sua mala. Uma vez eu despachei só os bastões e eles chegaram como bagagem especial, junto com os carrinhos de bebê etc… separado das malas comuns, achei que os tivesse perdido, mas foi só procurar o cara da cia aérea que ele me explicou.
      Se puder te ajudar de mais alguma forma é só escrever.
      Buen camino!

      • Muito obrigada Enzo! como sempre um apoio importantíssimo e muito esclarecedor …conversei com um amigo que irá me emprestar os bastões. Depois deste seu post, não teria como não levá-los! acho que está quase tudo pronto…ainda falta baixar o mapa no garmin e ir…sozinha tem seu lado bom de uma peregrinação verdadeira, por outro lado tem os medos que só conseguirei contê-los quando estiver lá. Obrigada sempre!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>