Acumule 30 minutos.

A recomendação é simples e fácil de ser alcançada, acumular 30 minutos ao dia!

Incentive alguém que você gosta, mas sem exagerar. Para afastar alguém do sedentarismo não é preciso correr 10km, atividades simples como caminhar e limpar a casa são suficientes para reduzir o risco de várias doenças.

Imagem: Boletim CONFEF

 

Estudo e atividade física é combinação perfeita antes do vestibular

Se você pensa que, para ganhar tempo para estudar, pode deixar de lado a malhação, está muito enganado. Alternar uma rotina de estudos com a prática de exercícios ajuda na concentração, na postura e no bem-estar de quem está se preparando para o vestibular. Por isso, o tempo dedicado aos livros deve ser intercalado com atividades físicas, ensina o profissional da área de educação física da ACM Paulo Goia.

A regularidade do exercício também auxilia na redução do estresse “ruim”, aquele que chega a prejudicar o desempenho da pessoa, além de trazer mais disposição, seja para uma leitura, seja na hora de fazer a prova.

Goia, que trabalha na área há 16 anos, lembra que um bom condicionamento físico ajuda até na postura. Pode parecer sem importância, mas na hora de estudar, se a cadeira ou a mesa não forem adequadas, ou o estudante sentar de forma inadequada, a respiração é feita de forma incorreta, o que pode gerar desconforto e até dor de cabeça, o que prejudica o raciocínio – daí a importância da postura.

Júlia Flôres, que começou há três meses a fazer musculação por causa de uma dor nas costas, conseguiu se livrar do desconforto ao mesmo tempo em que ganhou mais vitalidade. Ela sabe bem das vantagens de movimentar o corpo, já que as dores começaram justamente por causa do estresse em função da pressão do vestibular. O exercício, além de resolver a dor que tanto a incomodava, ajuda até na concentração e disposição para ficar em cima dos livros.

São pelo menos sete horas diárias de dedicação aos estudos. Só que os exercícios fizeram toda a diferença: o cansaço e a dor desapareceram e o sono é bem mais tranqüilo. “Dormindo bem, tenho disposição para o dia inteiro”, comemora. A gaúcha de 19 anos diz que deve manter a rotina de malhação mesmo após a aprovação na faculdade de Publicidade e Propaganda. O exercício físico, ao mesmo tempo em que fortalece a musculatura, estimula a circulação sangüínea, combinação que terminou com o sofrimento da vestibulanda.

Além do bem-estar físico que a atividade proporciona, Paulo Goia enumera outras vantagens dos exercícios. “É importante manter contato com outras pessoas, sair da solidão, que é o estudo, e buscar atividades que proporcionem descontração, relaxamento e alívio, algo que faça espairecer e gastar energia”, explica, destacando que não adianta se dedicar a algo que não traga satisfação.

Se o vestibulando não gosta de musculação, por exemplo, deve riscar essa atividade da agenda. A idéia é juntar prazer e exercício e, para isso, há inúmeras opções, como caminhada, bicicleta, natação, dança, entre outros. Para quem está sedentário, é importante uma avaliação física e uma orientação de um profissional da área da Educação Física. O professor destaca ainda a importância da hidratação e da escolha de uma roupa e calçados adequados. O que não pode é ficar parado.

Fonte: Redação Terra

11 de Agosto é dia do estudante.