Números interessantes na corrida.

Ainda engatinhamos quando o assunto é a quantidade de praticantes de corrida no Brasil. É certo que hoje ao ver um corredor pela rua não o enxergamos mais como um ET, como acontecia quando comecei a correr, em meados dos anos 90, já somos aceitos na sociedade, mas ainda somos pouquíssimos se compararmos com países evoluídos.

Em 2012 foram 70.000 concluintes nas provas de 21km no Brasil. (a mesma pessoa pode ter feito mais de uma) essa é a distância que mais cresce em números de participantes no mundo e pode até parecer muito, mas vira um grão de areia quando comparamos com os 1.850.000 que participaram nos EUA. Nesse mesmo país as corredoras representam 60% enquanto aqui não chegam a 30%.

A Meia maratona internacional do Rio, com cerca de 10.500 concluintes, é nossa maior meia, a 2ª maior é a Meia maratona Caixa do Rio com quase 6mil.

Na Europa a maior meia é a prova em Göteborg na Suécia, com 44mil concluintes seguida da Bupa Great North Run, na Grã Bretanha, com mais de 40mil, a de Paris foi a 4ª maior com quase 25mil pessoas cruzando a linha de chegada. A meia na Disney é a 6ª maior e a 2ª nos EUA com 22mil.

A maior prova que já fiz, e coincidentemente a maior do mundo, foi a City to Surf em Sydney (14km) com 68mil concluintes, isso mesmo, numa prova! (mais de 3 São Silvestre juntas).

Com todos esses números, faço só 2 perguntas:

Será que fatores econômicos e sociais nos deixam tão atrás com relação a números absolutos de corredores?

Onde estão as mulheres corredoras no Brasil?

Fonte: Revista Contra Relógio e www.runningusa.org

4 ideias sobre “Números interessantes na corrida.

  1. Muito interessante. Acho bem isso que vc falou. Se tornou ou está se tornando elitista. Inscrições caras que a cada ano só aumentam( incrementam os kit numa tentativa ”cara de pau” de justificar os valores) de modo geral, e a quase total ausência de premiações na faixa etária. Os organizadores hoje em dia, atingem um novo público que não se importa mito de pagar 80,90, 100 ou mais reais em cada corrida.

    • Marcio, as vezes sim e não. Mas antes disso, aqui a corrida parece que virou esporte elitista, não vemos mais pessoas humildes ou que correm com roupa velha e surrada como antes. Hoje são roupas e tênis caros, relógio com GPS e Iphone c/ fone de ouvido, e o valor das inscrições atraem somente esse público aqui no Brasil!
      Acho que ainda assim discutimos só a ponta do iceberg.
      Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>